Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Pompéia
PREFEITURA MUNICIPAL DE POMPEIA

Agenda de Eventos




Data: 10/07/2017 Hora: 09:11:19
DHS realiza nova compra de medicamentos em pregão presencial

Licitação foi realizada no prédio da Câmara Municipal. Intenção é dar transparência à aquisição

 

Saúde

 

Por Assessoria de Imprensa do DHS

Pompeia, São Paulo

Segunda-feira, 10 de julho de 2017

 

 

O Departamento de Higiene e Saúde realizou mais um pregão presencial para a compra de medicamentos. Foram licitados 310 itens que custaram cerca de R$ 650 mil. Os remédios abastecerão a Central de Medicamentos localizada no centro da cidade até o fim do ano.  

 

O Superintende do DHS Rogério Teixeira Barbosa “Pida” lembra que a demanda no início do ano foi grande para a primeira compra e que o controle vem sendo mantido conforme as necessidades. “Vamos fazer esta compra de seis em seis meses para incluir novos itens, e evitar que faltem remédios para atender a população”, frisou.

 

Responsável pela Farmácia Municipal, Marta Chichetti também reiterou a frequência com que serão realizados pregões presenciais para aquisição dos remédios. “É importante ressaltar que fazemos a relação de medicamentos antes que eles terminem, pois, o processo licitatório é bastante burocrático. A antecedência garante que não faltem remédios”, disse.

 

Marta reforça ainda que diariamente são atendidas em média 500 pessoas e que entre os medicamentos mais procurados estão os de controle da hipertensão e diabetes.

 

Depois da compra em medida emergencial no início do ano, a administração Tina Januário continuou dando prioridade à saúde da população, mantendo o compromisso de não deixar faltarem medicamentos na cidade. “Estamos sempre atentos com a farmácia do município para que a população não fique sem medicamentos. Quando assumi, o estoque era vergonhoso para uma cidade como Pompeia. Fizemos a aquisição em caráter de urgência para resolver essa situação e oferecer o melhor atendimento à população”, disse.

 

O pregão presencial é um procedimento administrativo para a contratação de serviços ou aquisição de produtos pelos órgãos da administração pública, com a participação de empresas do setor interessadas em vender, conforme os editais e contratos divulgados ao público. Os lances são sucessivos e decrescentes, vencendo quem oferecer o menor preço. Vale lembrar que já no primeiro quadrimestre de 2017, foram gastos R$ 431.042,87 em medicamentos. Os novos licitados até então, são para continuar a atender toda demanda na distribuição.



Data: 10-07-2017 09:11:19