Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Pompéia
PREFEITURA MUNICIPAL DE POMPEIA

Agenda de Eventos




Data: 18/08/2017 Hora: 08:59:26
Meio Ambiente

Pompeia recicla mais de 2,5 toneladas de lixo eletrônico

 

Pontos de coleta na indústria e no comércio recebem o material reciclável durante todo o ano

 

 

Segundo levantamento do setor de meio ambiente da Prefeitura de Pompeia, foram recolhidos e enviados para a reciclagem mais de 2,5 toneladas de lixo eletrônico, no ano passado. O Brasil consome, por ano, 120 milhões de eletroeletrônicos e eletrodomésticos. E as estatísticas mostram que há nos lares brasileiros 500 milhões de produtos sem uso - lixo eletrônico sem descarte adequado, equipamentos e peças nocivas à saúde, devido à grande quantidade de metais pesados em sua composição, como chumbo e mercúrio.

 

Quando esses resíduos são descartados de maneira incorreta eles contribuem para poluir o meio ambiente, podendo causar vários problemas como a contaminação do solo, do subsolo e até mesmo das águas subterrâneas. O descarte incorreto do lixo eletrônico também tem o ônus de prejudicar o trabalho de reciclagem desses materiais. Mas no nosso município o descarte tem sido realizado da maneira correta, gerando resultados satisfatórios do ponto de vista ambiental.

 

No Brasil, desde 2010 a Lei Federal nº 12.305 regula a Política Nacional de Resíduos Sólidos, prevendo que equipamentos eletroeletrônicos sejam descartados de forma correta e em locais apropriados. Em Pompeia. a Prefeitura recebe um certificado digital atestando o descarte ecológico do lixo eletrônico, junto com um relatório contendo dados do que foi recolhido, com informação sobre a quantidade, o peso e inclusive fotografias dos materiais.

 

Mais de 200 mudas de árvores foram plantadas em Pompeia no último ano

 

As espécies vegetais foram retiradas gratuitamente no viveiro municipal

 

 

O viveiro municipal de Pompeia passou por uma importante revitalização em 2017. O trabalho realizado visou aproveitar melhor o espaço e torná-lo mais adequado à visitação. Com um extenso catálogo de espécies vegetais nativas para reposição e plantio, o viveiro atraiu o interesse dos cidadãos de Pompeia. Só no ano passado, foram adquiridas mais de 200 mudas que também foram plantadas na área urbana da cidade, contribuindo para a arborização do município. Enquanto foram realizados mais de 200 plantios, ocorreram apenas 70 cortes, o que resultou em um saldo positivo para o meio ambiente.

 

Os critérios de arborização urbana em Pompeia são regidos pela Lei Municipal nº 2.299, de 21 de setembro de 2009, que “Dispõe sobre a arborização urbana no município de Pompeia e dá outras providências”. Também segue a Lei Municipal nº 2.219, de 05 de novembro de 2007, que “Torna obrigatório o plantio de árvores para a concessão do habite-se”. O viveiro municipal está localizado na Rua Expedicionário Américo Costa, ao lado do Estádio Municipal Nestor de Barros.

 

Pompeia é uma cidade bastante arborizada, apesar de as ruas estreitas no centro dificultarem a projeção de copa e o plantio de árvores de médio e grande porte

 

Prefeitura de Pompeia regulariza descarte ecológico de pneus

 

 

O diretor de suprimentos da Prefeitura, Aroldo Rodrigo da Cunha, informou que o descarte de pneus no município foi regularizado. A gestão passada, segundo Aroldo, destinava o material para áreas impróprias, ambientais e a céu aberto.

 

“Nesta gestão, analisamos a forma como eram descartados os pneus e chegamos a conclusão de que não havia nenhuma preocupação com o meio ambiente. Iniciamos uma parceria com a Reversa Pneus, uma empresa de Marília conveniada com a Reciclanip, especializada no descarte correto desses materiais, bem como sua trituração para a utilização em usinas ou até mesmo em empresas pneumáticas”, esclarece.

 

 

Borracharias e bicicletarias da cidade foram orientadas pela Prefeitura para que modifiquem seu sistema de descarte, seguindo as regras da boa gestão ambiental. “Os pneus são trazidos ao pátio da Prefeitura, para um lugar fechado e coberto, onde não há risco de proliferação da dengue e de outros mosquitos. Nossa equipe de coleta também vasculhou todos os terrenos baldios da cidade em busca de pneus descartados de maneira incorreta no passado”, complementa Aroldo.

 

Ainda de acordo com o diretor de suplementos, a regularização do descarte credencia o município para a conquista do selo “Verde”, que é um projeto ambiental brasileiro, que possibilita maior conscientização da sociedade em relação à importância da sustentabilidade.

 

Aroldo e o diretor de meio ambiente de Pompeia, Giovani Pavan Bertoni, participaram de um evento em Marília sobre o selo “Verde”. “O evento reuniu representantes de municípios que aderiram ao selo juntamente com a empresa Reciclanip. No terceiro mês de trabalho, a Prefeitura de Pompeia já realizou o descarte correto de mais de 1 mil pneus. Nesta semana, vamos destinar para a Reversa mais 1 mil. Queremos alcançar uma média de 600 materiais descartados por mês”, conclui.

 

Qualquer munícipe pode levar pneus usados para o pátio da Prefeitura e mais informações sobre o assunto são obtidas pelo telefone 3405-1501.

 

Parceria

 

Conforme a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a Reciclanip é responsável pelo transporte de pneus a partir dos Pontos de Coleta até as empresas de trituração, quando necessário, de onde esses materiais serão encaminhados para destinação final.

 

No Brasil, uma das formas mais comuns de reaproveitamento dos inservíveis é como combustível alternativo para as indústrias de cimento. Outros usos são na fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas e pisos industriais, além de tapetes para automóveis. Há estudos para a utilização de pneus como componentes para a fabricação de manta asfáltica e asfalto-borracha, processo que tem sido acompanhado e aprovado pela indústria de pneumáticos.

 

Prefeitura e Associação dos Agentes Ambientais de Pompeia atuam para ampliar a coleta seletiva na cidade

 

 

A Associação dos Agentes Ambientais de Pompeia possui atualmente cerca de 19 catadores associados, atuando de forma organizada com pleno apoio do governo municipal para expandir o trabalho de reciclagem na cidade. Só nos últimos dois meses, foram coletados cerca de 47 toneladas de material reciclável. “Somos uma associação formal, com estatuto, CNPJ, alvará, diretoria e estamos atuando em parceria com a administração municipal para preservar o nosso meio ambiente além de gerar trabalho, renda e promover a cidadania por meio da reciclagem”, destacou a Presidente da Associação Cícera dos Santos, mais conhecida como Tuti.

 

Catadores atuam na coleta seletiva, triagem, classificação, processamento e comercialização dos resíduos reutilizáveis e recicláveis, contribuindo para a cadeia produtiva da reciclagem e desempenhando papel fundamental na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A PNRS incentiva a criação e o desenvolvimento de cooperativas ou de outras formas de associação de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis e define que sua participação nos sistemas de coleta seletiva deve ser priorizada.

 

Segundo a representante da Associação dos Agentes Ambientais de Pompeia, um dos principais desafios identificados é a conscientização da população quanto a importância da coleta seletiva, já que muitos cidadãos ainda demonstram desinteresse pela reciclagem ou desvirtuam a utilização dos sacos da coleta seletiva, atrapalhando muito o trabalho dos catadores.

 

“Muitas pessoas acabam desvirtuando a utilização e os sacos da reciclagem são perdidos com frequência. A população precisa cuidar mais dos sacos. Além disso, separamos cerca de 200 quilos de lixo não reciclável por dia, o que mostra como muitas pessoas estão utilizando os sacos incorretamente. Os sacos da coleta seletiva só devem armazenar garrafas pet, papel, papelão, plástico, latinhas. Nada de orgânico, tecido, couro, sapatos, tapetes ou madeira deve ser colocado nesses sacos”.

 

Apesar disso, os números da coleta seletiva em Pompeia são positivos. Desde o início de agosto, a Associação dos Agentes Ambientais coletou com o apoio da Prefeitura cerca de 22 toneladas de papeis, quase 6 toneladas de vidro, 2,5 toneladas de garrafas PET, dentre outros materiais. A parceria com a Prefeitura é fundamental para o trabalho da Associação. A administração da prefeita Tina Januário já adquiriu milhares de sacos para a coleta seletiva e colabora com o serviço disponibilizando o caminhão para a reciclagem. Além disso, um caminhão de lixo da Prefeitura vai duas vezes por semana até a sede da Associação para recolher o lixo não reciclável separado pelos catadores.

 

De acordo com a secretaria municipal de Educação, todas as escolas do município estão incluídas no programa da Coleta Seletiva e o setor de meio ambiente da Prefeitura trabalha em projetos de Educação Ambiental que devem ser implementados em breve. “As escolas têm um documento com cadastro da associação e os catadores seguem um protocolo para coletas especiais de livros, cadeiras, arquivos inutilizados”, complementou Cícera dos Santos.

 

Para a prefeita Tina, é importante que toda a população se empenhe na reciclagem, tendo em vista os benefícios sociais e ecológicos atrelados à prática. “Além dos benefícios ao meio ambiente a médio e longo prazo, existe ainda o aspecto da geração de renda para as famílias que se empenham na comercialização e encaminhamento dos resíduos a reciclagem. É importante que todos separem seu lixo de forma correta e apoiem essa importante iniciativa. A nossa administração está investindo na reciclagem e com certeza os números da coleta seletiva irão crescer e o projeto será aprimorado, pois é muito importante para nossa comunidade”, finalizou. 

 

 

Arquivos para Download abaixo
P.M Resíduos Sólidos

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro